Je suis poussé par l'amour" Cap. 3 – Eu sou apenas um erro, Que legal!

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010 0 comentários
Por: Natalie ( @_Sweetcalypso)Cap. 3 – Eu sou apenas um erro, Que legal!
Passei o resto do dia preocupada, quando era 19:00h fui até meu armário e vi várias roupas que minha mãe havia me mandado, escolhi a que me parecia formal, uma blusinha branca, uma saia preta de cintura alta, e sapatilhas pretas, me arrumei e fui para o olimpo em um pégaso (os tais cavalos alados, fui descobrir como se chamavam pouco depois de chegar ao acampamento).

Quando cheguei ao olimpo, vi minha mãe e aquele homem, eles chegaram perto de mim e ele disse:
-Olá, eu não sei se já me reconheceu, mas caso ainda não tenha o feito, Eu sou Poseidon.
-Oh, o pai de Percy – disse eu.
-Sim, e aparentemente seu também.
Nesse momento, não sei como a parte inferior da minha boca não se desprendeu, eu fiquei totalmente pasma. E quase desmaiei, mas consegui dizer:
- O que? Como? Quando? Ahnn?
-Bom – disse minha mãe – é por isso que você está aqui, nós queremos explicar isso a você com calma, vamos nos sentar.
Então eles me levaram até um grande sofá, onde eu sentei, e minha mãe começou a explicar...
-Á muito tempo atrás, uma magia muito forte foi criada, seu pai e eu, fomos destinados a recuperá-la e assim fizemos, era uma magia única e foi dividida igualmente entre nós dois, nós não sabíamos o que ela poderia fazer, mas sabíamos que era poderosa, então a 14 anos atrás, seu pai se apaixonou por uma mortal, e eu por um, mas naquela época seu pai não podia ter filhos com mortais devido a um juramento, e eu não queria que esse mortal traísse sua esposa com a qual ele tinha acabado de se casar, eu reconheci que o amor deles era forte demais para estragá-lo. Então eu e seu pai fomos procurar Hécate,A deusa da magia e pedimos a ela que usasse esse grande poder que nos pertencia e fizesse uma poção que nos permitisse entrar no corpo dos mortais por uma noite, e assim foi feito, o que nós não sabíamos era que a mulher pela qual o seu pai se apaixonou era a esposa do homem pelo qual me apaixonei, você nasceu na noite em que foi... ahnn.. hum... feita, vamos dizer assim, quando eu fui deixar o corpo de sua mãe mortal, senti uma dor muito grande, então eu dei um grito de dor tão alto, que acordou seu pai, que deixou o corpo do mortal na hora para poder ajudá-la então um brilho apareceu e você surgiu em um berço de cristal, então eu deixei o corpo de sua mãe mortal, nesse momento, eu e seu pai vimos o que tínhamos feito.
Então eles me explicaram que se apenas metade de minha mãe ou meu pai mortal fossem divinas, isso não seria o suficiente para gerar uma criança, mas tanto no pai quando na mãe havia uma parte divina naquela noite, eles explicaram que tiveram que manipular muita névoa, para enganar a família e os pais e fazer parecer que eu havia ficado nove meses na barriga de minha mãe, quando na verdade foram apenas alguns segundos.
-Você é diferente dos outros meio-sangues, você é única, e é por isso que você não tem os problemas dos outros como a dislexia, hiperatividade e essas coisas, mas você é igualmente frágil. E talvez possa despertar a inveja em algumas pessoas, porque tem mais poderes e habilidade que os outros, então cuidado – disse meu pai.
-Vou tentar ter cuidado – disse eu, bom, eu sei que não foi uma resposta admirável, mas eu não sabia mais o que responder.
-Volte ao acampamento minha querida – disse minha mãe – explique a todos la o que você é.
Então foi isso, eu voltei ao acampamento, e ganhei a atenção de todos, para poder explicar, e tive direito a algumas perguntas, as quais eu tive de responder. Tive que dar muitas explicações, e por fim pude ir dormir.
Eu preferi continuar no chalé 10, já que no 3 havia apenas o Percy, e de vez em quando o Tyson, o meio-irmão ciclope de Percy, e agora meu também...
Antes de adormecer, pensei no que me aconteceu... e cheguei a uma conclusão, Eu sou apenas um grande erro, Que Legal!

0 comentários:

Postar um comentário

 

©Copyright 2011 Cabeças de Alga MS | TNB