Fic PJ - Je suis poussé par l'amour Cap 10 – Da confusão á discussão – Por: Natalie ( @_sweetcalypso )

sábado, 29 de janeiro de 2011 0 comentários
Não me julguem por isso, eu agi no impulso e também, algo me dizia que eu tinha que fazer isso, seja o que for esse "algo" me dizendo coisas, era melhor parar de ouvi-lo, caso contrário, eu acabaria morta, na verdade eu ia morrer mesmo assim que atingisse a água. Eu poderia ter gritado, mas não, eu comecei a rir, eu ria da minha própria burrice, então cai na água, pensei que estivesse morta, mas não, cai sentada em cima de um tubarão que disse algo como "eei" em minha mente, eu pedi desculpas, e então me dei conta de duas coisas: 1. Eu estava respirando. E 2. Eu estava seca. Fiquei um tempinho pensando nisso, mas fui interrompida por uma força estranha que eu senti me puxando pra frente, eu podia sentir a energia, era o tal redemoinho, comecei a olhar adiante pra ver se conseguia enxergá-lo, então eu vi, não era o que eu queria ver, mas era um monstro, tão horrível que eu não conseguia descrevê-lo, ele de algum modo, sentiu minha presença, começou a vir até mim, fiquei tão paralisada que não consegui reagir, não consegui fugir, não consegui fazer nada, e, eu não morreria afogada, seria comida por um monstro, mas quando estava prestes a morrer, senti mãos me puxando para cima,imaginei que fosse alguma mágica ou sei la, então quando eu atingi a superfície e vi que não era nenhuma mágica, mas sim Percy. Ele havia pulado para me salvar, nossa, ele era o melhor meio-irmão que eu poderia pedir, olhei pra ele e disse:
- Você é louco!!
-Não, não sou.
-Mas você pulou!
-Pulei pra salvar você, e você que pulou porque teve uma briguinha com seu namorado? Depois eu que sou o louco.
- Ele não é meu namorado! – disse eu em um tom de voz um pouco mais alto do que pretendia – e desculpe por te fazer pular, não vejo motivos pra me salvar.
-Eu vejo um.
-Ah é? Qual?
-Você é minha irmã, e família é importante. Agora, vamos subir.
Fomos até uma escada de cordas, que Kyle nos estendeu, eu subi primeiro, quando cheguei Kyle me deu sua mão para eu me apoiar, assim que estava firme de pé no chão do navio a soltei. Annabeth chegou correndo com duas toalhas, me entregou uma e ajudou Percy a se enrrolar na outra, Kyle recolheu a escada e veio ao nosso encontro então ele foi até mim e gritou:
-O que você tem na cabeça?
-Kyle! – repreendeu Annabeth. – Ela passou por muita coisa, vamos deixar ela se acalmar e ai conversamos sobre o assunto com calma depois.
-Mas ela poderia ter morrido la! – gritou Kyle – o que eu... digo, nós faríamos sem ela?
-Nós estamos perto. – eu disse baixinho – vamos chegar amanhã a tarde, eu sinto isso, tinha monstros horríveis la em baixo, eu fiquei com tanto medo. – então eu comecei a chorar.
-E agora eles sabem que estamos aqui! – disse Kyle – Obrigada Natalie! A culpa é toda sua, se você não tivesse se jogado talvez nós pudéssemos chegar onde quer que estejamos indo sem....
-Minha? –gritei de volta o interrompendo, ele já estava me irritando, joguei a toalha no chão e fui andando até ele– A culpa é minha, e você é inocente não é? Há-há até parece, você parou pra pensar que se você não tivesse agido feito um louco comigo eu nunca teria me jogado? Você nunca olha os seus erros, só julga os meus! Deuses, isso me irrita tanto! – a essa altura eu já estava na frente dele na ponta dos pés para poder encará-lo já que ele era mais alto que eu - Você é tão... Tão... Tão... AAAAAAH!! – Então eu me virei e antes de sair andando eu disse – E é melhor irmos dormir, já está tarde e precisamos nos preparar para sabe la o que vamos encontrar, Boa Noite. – Então eu desci, fui até a cabine me deitei em uma das camas e chorei até dormir e tive um sonho estranho, mas agradável.

0 comentários:

Postar um comentário

 

©Copyright 2011 Cabeças de Alga MS | TNB