Mitologia diaria

quarta-feira, 27 de julho de 2011 1 comentários
Entao perguntaram em um comentario se eu tirava os mitos de um livro, é eu tiro desse livro As 100 Melhores Histórias Da Mitologia que sao de autoria de A. S. Franchini, Carmen Alenice Seganfredo, eu pretendia postar isso no fim da Batalha dos Titãs, mas então ja que foi levantada a questão está ai =D. Desculpa ter demorado tanto pra postar é que eu tava de viagem D= agora eu to em tabatinga AM mas vou continuar postando aqui =D, por que daqui a um tempo vou voltar a campo grande.Então vou postr ai a ultima parte de zeus se tornando rei da cocada e amanha vou postar metade da batalha dos titãs aqui o link da minha ultima psotagem http://cabecas-de-alga-ms.blogspot.com/2011/06/mitologia-diaria_16.html

Nascimento e Glória de Zeus parte III

É o ultimo hein...?-Disse cronos limpando a boca após engolir o pacote que imaginava ser o quinto bebê.
Cibele chorou como das ultimas vezes.Tudo está em paz, pensava cronos enquanto aproveitava o silêncio, de vez em quando repetia o seu amado estribilho "Aqui é assim:mando eu e ninguem mais".As vezes o silencio lhe causava algumas apreenssões e entao ele gritava "Aqui é assim:mando eu e ninguem mais" se acalmando; o que era bom para o pequenino Zeus, que podia chorar a vontade.
Para acalma-lo havia uma doce cabra chamada Almatéia, que o amamentava e lhe servia de distração, distração que também lhe era dada por uma bola de ouro que uma das ninfas lhe deu de presente, o jovem Zeus jogava a bola para o alto que ia para o céu e ao cair deixava um belíssimo rastro dourado.
E por fim havia uma águia que lhe visitava contando sobre as nóticias, coisas da vida e instruia o jovem deus.
Um dia essa águia encantada lhe disse-Jovem Zeus, já é hora de você saber o terrivel perigo que corre.
A ave, então, narrou ao deus todo o drama que dera origem à sua existência.
Vai e liberta os seus irmãos da negra prisão em que estão metidos, para que você possa assumir o lugar de seu pérfido pai no comando do mundo — disse a águia, estendo as longas asas, para enfatizar as palavras.
Zeus que era incrivelmente forte e corajoso aceitou prontamente o que teria que fazer, e auxiliado pela bela filha de Oceano Métis, se apoderaram de uma poderosa erva magica.
Faça com que seu pai beba essa poção e num instante verá regurgitado seus aprisionados irmãos-lhe disse a bela oceânide
Júpiter conseguiu disfarçar-se de escanção de Cronos, oficial que deveria servi-lo, e ofereceu-lhe a atraente beberagem numa taça de ouro.
Que espécie de néctar é este, que tem o brilho de todas as cores e se perfuma de todos
os odores? — perguntou Cronos, arregalando o olho para dentro da taça.
Um néctar como nunca experimentou igual! — asseverou Zeus, desviando ao
mesmo tempo o olhar da carranca severa do pai.
Depois de varios vacilos, Cronos acabou por tomar o líquido da taça. A principio estalou os labios, achando maravilhosa a poção.Entretanto o prazer durou pouco, pois logo em seguida o velho começou a passar muito mal.
Mas o que é isso??!?!?-gritou cronos-Sinto nauseas fortíssimas!
Dali em instantes Cronos começõu a regurgitar seus filhos, os quais um por um havia engolido.
Como já fazia muito tempo que os engolira, agora se via obrigado a restituílos completamente adultos. A incrédula Cibele, que estava junto do esposo, ia recebendo cada um
dos filhos com a face lavada pranto: Oh, Hera querida... Héstia amada... Adorada Demeter... Poseidon, meu anjo! Hades, meu amor...
Com o retorno de seus irmãos, Zeus havia dado o primeiro e irredutível passo para retirar o poder supremo do mundo das mãos de seu pérfido pai. Exijo, cruel Cronos , que me ceda agora o cetro do mundo!— exclamou Zeus, com altivez e confiança.
Como ousa levantar mão ímpia contra mim, o soberano do mundo? -exclamou Cronos, repetindo ao filho algo que lhe soava estranhamente familiar.
Pressentindo, no entanto, o perigo, Cronos tratou logo de ir procurar seus antigos irmãos e aliados — os velhos, porém ainda fortíssimos, Titãs.
— Mas isto é o fim dos tempos! — acrescentou, criando uma frase que as geraçõesfuturas repetiriam sempre que uma civilização entrasse em decadência.
A Guerra dos Titãs apenas começava a ser esboçada.

1 comentários:

Postar um comentário

 

©Copyright 2011 Cabeças de Alga MS | TNB